3/10 é dia de resistência e luta

Categorias se mobilizam contra as reformas e as privatizações

AGENDA petroleira

27/9 – Plenária de entidades do RJ

29/9 – Plenária do setor industrial (SP)

30/9 – Mutirão da biblioteca do sindicato

1/10 – 2ª Rodada da Copa Sindipetro-RJ

3/10 – (DNL)

6h – mobilizações e mobilizações e paralisações de advertência  

11h – Ato na Eletrobrás 11h

13h – Ato na Petrobrás

15h – Ato na Petros

17h – Ato show na Cinelândia

4/10 – Reunião de categorias e petroleiros

Nesta última semana de setembro, petroleiros, trabalhadores de estatais e servidores do estado preparam a grande mobilização do dia 3 de outubro, Dia Nacional de Luta (DNL) contra a venda das estatais e também aniversário da Petrobrás. A próxima terça-feira promete ser um dia de mobilizações, paralisações e atividades contra as reformas, a privatização das estatais e o desmonte da Petrobrás.

Os petroleiros e petroleiras já sabem que será um ano em que só a firme resistência unificada da categoria poderá manter os atuais direitos. E por isso a FNP continua a chamar a FUP à unidade e luta pela mesa única de negociações.
As assembleias que começam nesta terça vão discutir, além da proposta de acordo coletivo apresentado pela Petrobrás, a participação nas atividades do dia 3.

DNL – Além das atividades de paralisação que devem se iniciar a partir das 6 h da manhã, está previsto um ato em frente à Eletrobrás (Pres. Vargas, 409) às 11h seguido de caminhada até a Petrobrás para novo ato em frente ao Edise, às 13h. Às 15h, a manifestação será em frente à Petros. Um ato show denuncia o desmonte do Estado e celebra as atividades de mobilização na Cinelândia a partir das 17h.

Plenárias – Nesta quarta-feira, dia 27, nova plenária geral unificada das categorias organiza as atividades do dia 3 no Rio de Janeiro, em reunião no auditório do Sindipetro-RJ. A reunião da semana passada (bit.ly/plenariaRJ) elegeu a comissão organizadora, da qual participa a direção do Sindipetro-RJ.

Sexta, dia 29, a direção do Sindipetro-RJ participa da plenária nacional dos trabalhadores do setor industrial, que reúne diferentes centrais sindicais e também sindicatos não filiados a qualquer central. A proposta é organizar ações unitárias que reúnam diversas categorias e um dos pontos em pauta é a construção de nova greve geral.

Logo após as atividades do Dia Nacional de Luta, uma grande plenária no dia 4, marcada pela FNP (Federação Nacional dos Petroleiros) terá o objetivo de reunir os sindicatos de petroleiros e de outras categorias – como os funcionários dos Correios, já em greve – para decidir os próximos passos da luta contra as reformas que retiram direitos e o desmonte das estatais. É importante que os trabalhadores pressionem suas entidades representativas a participar desta reunião emergencial para a construção da unidade dos trabalhadores. Participe assinando e divulgando o abaixo assinado que será lançado nesta semana.

Veja também:

Pauta da FNP 2017 

Anexo da pauta de lutas

Ofício encaminhando pauta

Ofício solicitando dados 

Análise comparativa do ACT

Carta da Petrobrás com resumo da proposta 

Minuta do ACT da empresa

Comparativo apresentado pelo RH

Comente com o facebook
Compartilhe:
Sem comentários

Poste um comentário

Aumentar a fonte
Alto Contraste