Assembleia Geral Extraordinária estende prazos eleitorais para o Sindipetro-RJ

Com mais de cem participantes, 96% dos votos a favor e nenhum voto contrário, foi também renovado o mandato da atual direção do Sindipetro-RJ por 180 dias

O Sindipetro-RJ realizou nesta quinta (21), em caráter excepcional, uma assembleia virtual em função da urgência do assunto. Conforme o edital, com dois pontos de pauta. O diretor Eduardo Henrique coordenou a videoconferência, que foi gravada e contou com a presença de um tabelião para lavrar a Ata. Funcionários administrativos do Sindicato, um técnico de informática, uma jornalista e o assessor jurídico, Jorge Bulcão, também estiveram presentes. Eduardo Henrique iniciou a assembleia explicando explicando a necessidade e urgência desta convocação, visto que o mandato estava previsto para terminar no próximo dia 31 de maio e a proposta de adiamento – consensual na Comissão Eleitoral – demandará resoluções urgentes para uma série de trâmites burocráticos na próxima semana.

“Estamos enfrentando a crise sanitária, o governo, a burguesia e os gestores da Petrobrás. Os trabalhadores estão se arriscando nas plataformas, terminais, usinas e refinarias e também nos canteiros de obras. A empresa não toma as medidas corretas e se agrava cada vez mais a situação. É necessário reagir! Nossa luta é contra a pandemia, o governo, o oportunismo dos gestores”, disse Eduardo Henrique. E acrescentou que “o que temos como perspectiva é que essa postergação de 180 dias, ou seja, até o final de novembro, é um prazo razoável e dentro deste prazo – essa assembleia vai definir isso – a Comissão Eleitoral definirá o novo calendário eleitoral”.

O assessor jurídico do Sindipetro-RJ, Jorge Bulcão, fez um informe sobre as reuniões da Comissão Eleitoral, das quais participou. “É importante dizer que existe um processo que antecede a votação, que as pessoas precisam se movimentar e diante da pandemia o processo poderia ser maculado. Então a suspensão do processo foi uma proposta da Comissão para resolver a situação neste momento. Os casos de impedimento de acesso por causa da pandemia no Brasil estão mais restritivos. A nossa principal preocupação, enquanto secretaria jurídica do pleito, é garantir a legitimidade do processo eleitoral”, afirmou.

A votação foi praticamente unânime, com 98% a favor e 2% de abstenção para a postergação do pleito eleitoral; e 96% a favor e 4% de abstenção para a renovação do mandato atual por mais 180 dias. Todos os participantes, sindicalizados, cumpriram o rito de segurança, apresentando-se com nome e número de CPF para participar da conferência.

Comente com o facebook
Compartilhe: