Os trabalhadores já estão amparados pelos sindicatos. No caso das demissões e punições dos companheiros pertencentes ao Litoral Paulista, base da FNP (P-66 com 5 suspensões de 14 dias e...

Como proceder contra o assédio para alterar sua frequência, em seu prejuízo, em períodos anteriores a 01/01/2020? Orientações prévias: O Sindipetro-RJ considera descabida a realização de ajustes de frequência de anos...

Não será com a mediação do TST que a categoria será atendida em suas necessidades. Novamente, a mediação serve de instrumento para a empresa tentar impor ataques, e agora, inclusive para...

A diretoria colegiada do Sindipetro-RJ, reunida extraordinariamente em colegiado com o jurídico nesse sábado (22/02/2020), reforça que os termos do acordo alcançam a categoria representada pelo Sindipetro-RJ, nos termos da...

EM ASSEMBLEIA REALIZADA NA SEDE DO SINDIPETRO-RJ, NA TARDE DESTA QUINTA (20/2), A CATEGORIA APROVOU:
- Suspensão temporária da greve;
- Manutenção do estado de greve;
- Nova assembleia na primeira semana de março;
- Participação na mediação no TST;- Campanha permanente “Puniu, Parou!”;
- Manifesto por um Comando Unificado Pela Base;
- Ato dia 6 de março (em local e horário a ser definido).
 

PAUTA DE LUTAS

- Reversão integral das demissões da ANSA (FAFEN- PR); - Cancelamento da venda das refinarias, terminais e fábricas de fertilizantes evitando demissões em massa e possibilitando a venda de combustíveis e gás de cozinha mais baratos (pelo fim da PPI);; - Garantia do cumprimento do atual ACT, com negociação de verdade na mediação sobre os demais itens in- cluindo PLR, suspensão da aplicação de tabela de turno, banco de horas, mudança de catracas, PPP etc; - Cancelamento integral dos descontos (dias parados); - Cancelamento das advertências; - Garantia de nenhuma transferência, desimplante ou sanção disciplinar; - Cancelamento das multas, desbloqueio das contas e volta do repasse das mensalidades aos Sindicatos.