CPI da Petrobrás vai conferir condições de trabalho na REDUC

Após carta denúncia, deputados da Alerj vão averiguar as condições de trabalho na refinaria, que sofre uma absurda redução do número de efetivo mínimo de trabalho em áreas vitais da produção.

Está agendada para o próxima terça-feira (17), a partir das 10:00h, a visita de uma delegação de  deputados estaduais às instalações da REDUC para averiguação das condições de trabalho. A visita foi conquistada a partir de uma carta enviada pelo vice-presidente da CIPA, recém-reeleito, Thalles Leopoldo, integrante do Reage Petroleiro, à CPI da Petrobrás.

A CPI  da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), presidida pelo deputado estadual Paulo Ramos (PSOL), investiga o desmonte da Petrobrás cuja direção prevê a venda de 21 bilhões em ativos da empresa até o próximo ano e também um equacionamento oneroso para os participantes do fundo de pensão Petros da categoria petroleira, entre ativos, aposentados, além de pensionistas.

A denúncia realizada pelo vice-presidente da CIPA trata da irresponsabilidade da Petrobrás com a política de SMS, especialmente através da política criminosa de redução do número mínimo do efetivo. A presença de autoridades do legislativo do Estado do Rio de Janeiro e da mídia na refinaria é um alerta para os gerentes da empresa: a sociedade está de olho. A segurança dos trabalhadores na unidade não pode ser um mero detalhe.

Comente com o facebook
Compartilhe:
1Comentário

Poste um comentário

Aumentar a fonte
Alto Contraste