Dia 10 de agosto: Dia do Basta!

 

No Dia do Basta! serão realizados atra­sos e paralisações em diversas unidades da base territorial do Sindipetro-RJ, conforme deliberação nas assembleias. Atos, concen­trações e atrasos ocorrerão a partir das 6h30. No Comperj a concentração será às 7h com realização de assembleia. À tarde, no Edise a partir das 16h haverá um encon­tro seguido de caminhada até a Praça XV, Centro do Rio de Janeiro, espaço onde ficará centralizada a mobilização desta sexta-feira, 10 de agosto.

Na noite desta quarta-feira (1) foi reali­zada mais uma Plenária de organização do Dia do Basta!, 10 de agosto.

No encontro, ocorrido no Sindipetro-RJ, representantes de entidades sindicais e do movimento popular propuseram a unifica­ção das pautas de luta para impulsionar a organização do protesto, em torno dos eixos: Contra a privatização da Eletrobrás, dos Correios, da Petrobrás, da Casa da Moeda, da CEDAE e todo o processo de retirada de direitos trabalhistas promovidos por Michel Temer, além da incorporação de uma campanha pela redução do preço dos combustíveis e do gás de cozinha.

“Já conseguimos um conjunto de delibe­rações das demais centrais sindicais. Plená­rias como esta do Sindipetro-RJ estão sendo realizadas em vários estados como Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Ceará, entre outros para organizar o Dia do Basta!”– disse Gualberto Tinoco, diretor do Sepe e inte­grante da executiva da CSP-Conlutas.

Também presente ao encontro, Marcelo Schmidt do Sindicato dos Aeroviários e da Unidade Classista acredita que o momento é de ouvir as bases das categorias. “Precisamos utilizar o dia 10 de agosto como uma alavan­ca, e essa plenária aqui é importante, pois ela agrega esforços e dialoga com a sociedade. A Campanha do Petróleo no passado teve essa capacidade. Não é só o ato em si, mas é necessário um trabalho de recomposição das bases das categorias através de seus locais de trabalho, fazendo uma ponte da sua deman­da imediata com a sua demanda histórica. Então é um momento de união diante de um quadro opressivo de retirada dos direitos aos trabalhadores, imposto por este governo que está aí” – falou.

 

Participaram da plenária: ANDES,Sindipetro-RJ, FNP,Sintur-RJ. Intersindical, FIST, Oposição Bancária, Re­gional 7-Sepe, PSTU, Sindconir, Oposição Petroleiros Caxias, ADUR-RJ, Sindiconir, Sindscope, Aeroviários, Unidade Classista, Combate – Correios e CSP – Conlutas, entre outras entidades.

Versão do impresso Boletim LXXXIV

Comente com o facebook
Compartilhe:


Aumentar a fonte
Alto Contraste