Direção da Petrobrás inviabiliza reunião que discutiria direitos

Representação da Petrobrás alegou que sindicalistas liberados estão impedidos de entrar em suas instalações e que por isso alugou um “coworking” no Centro do Rio para negociar

Na terça (10), em atendimento ao combinado da mediação com o TST , que determinou mesa de negociação sobre questões que envolvem os interstícios e o caso do relógio de ponto, estava programada a realização de uma reunião entre a FNP e a representação da Petrobrás , que acabou por não acontecer.

O RH havia confirmado data e hora, mas não o local. Qual não foi a surpresa dos integrantes da direção da FNP, quando receberam o informe do local do encontro com a Petrobrás indicando o endereço de uma sala alugada, fora das instalações da companhia no Centro do Rio de Janeiro. O motivo alegado pelo RH foi de que os representantes sindicais liberados estão impedidos de entrarem na empresa.

A FNP ao longo da terça aguardou a convocação da Petrobrás para a realização do encontro, exigindo que fosse dentro de algum prédio da empresa.

 

 

A FNP repudia de forma veemente este comportamento da direção que demonstra claro tom discriminatório. Não estamos cortando custos, Castello? Mas para discriminar não falta dinheiro! Alugando espaço externo sem necessidade…Estes são a dedicação e o compromisso da direção da Petrobrás?

 

 

Versão do impresso Boletim 201

Comente com o facebook
Compartilhe: