Edicin tem água contaminada

Pelo menos 50 trabalhadores do Edicin já tiveram CAT emitida pela empresa, até agora, por terem passado mal devido a um problema de con­taminação no sistema interno de água po­tável do Edifício Cidade Nova, constatado na quinta-feira (14). Ontem, no fechamento deste Boletim, a informação era de que o ocorrido estava parcialmente resolvido, já que a troca de velas de todos os filtros de­verá ser concluída ao longo dessa semana. Apesar dos esforços da diretoria do Sindi­cato para obter alguma informação oficial da empresa, as explicações até agora aos trabalhadores foram superficiais.

O Sindipetro-RJ enviou ofício solici­tando a instalação de uma Comissão de Investigação do Acidente, da qual par­ticipem a Cipa do Edicin e o Sindicato. Entre as cobranças do documento está a identificação de todos os potenciais tipos de contaminação e suas respectivas gra­vidades; que os trabalhadores do prédio sejam informados sobre a questão durante todo o tempo necessário; que a Petrobrás garanta a emissão de CAT e acione a Vigilância Sanitária; que nenhum empregado próprio ou terceirizado que comprovadamente tenha passado mal seja descontado, tanto em horas quanto em dinheiro diretamente.

Sindicato orienta que todos aqueles que sofreram os sintomas da contaminação e que tenham tido atendimento médico, seja na Petro­brás ou externo, solicitem o CAT. O documento é elaborado pelo setor médico em conjunto com o RH. A empresa tem até 24h para provi­denciar o documento. Caso isso não aconteça, o próprio sindicato pode emitir, excepcionalmente. No caso dos contratados, que precisarem de atendimento médico, solicitar o CAT junto à empresa contratada.

Versão do impresso Boletim CXIII

Comente com o facebook
Compartilhe: