Falta de condições sanitárias leva servidores do Judiciário à greve pela vida

Sindipetro-RJ está solidário e na luta contra a exposição de trabalhadores ao coronavírus

Contra a retomada das atividades presenciais imposta pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, os servidores estão em greve desde segunda (29). Em assembleia online, 61% dos funcionários do TJ optaram por não voltar ao trabalho presencial versus 16% contra e 22% de abstenções.

Fazer greve pela vida

A greve veio para preservar a vida dos servidores que diante do grave quadro de COVID-19 estão sendo obrigados a se deslocar em transportes públicos. Sem concurso público há muito tempo, o setor registra alto número de idosos e já foram registrados 14 óbitos por COVID-19. O comando de greve explica que além dos trabalhadores estarem cumprindo toda a demanda através do teletrabalho, o serviço presencial essencial está sendo mantido desde o início da pandemia. Os grevistas ainda garantem que a greve não vai causar nenhum tipo de paralisação ao atendimento da Justiça Estadual.

É hora de mobilização e greve contra o avanço da COVID-19 entre os trabalhadores!

Comente com o facebook
Compartilhe:
Tags:
, , ,