IBGE constata queda na sindicalização dos trabalhadores brasileiros

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do IBGE constatou que os sindicatos brasileiros perderam cerca de 1,5 milhão de associados em 2018. Publicados no último dia 18/12, os dados da pesquisa também mostram que o índice de sindicalização diminuiu, apesar de ter havido um aumento de aproximadamente 1,3 milhão de pessoas na população ocupada, fenômeno atribuído ao crescimento da informalidade no mercado de trabalho, onde é menor o percentual de trabalhadores associados a sindicatos.

A PNAD-IBGE informa ainda que o percentual da população ocupada filiada a sindicatos vem caindo desde 2012, quando era de 16,1%, e teve sua queda mais intensa no ano de 2018, quando chegou a 12,5%. Nos seis anos analisados entre 2012 e 2018, os sindicatos brasileiros perderam quase 2,9 milhões de associados.

Sindipetro-RJ e FNP lançaram campanha de sindicalização

Na contramão dessa tendência, o Sindipetro-RJ lançou, em janeiro de 2018, uma campanha de sindicalização que obteve positiva resposta dos petroleiros. A campanha possibilitou um crescimento de 93% no número de sindicalizados que o Sindipetro-RJ tinha no início da atual gestão, em 2017. Cerca de um quarto desse aumento de 93% no número de sindicalizados aconteceu em 2019. Na época da campanha, a categoria compreendeu que, além de fortalecer financeiramente o sindicato, era preciso reafirmar a importância da entidade como sua principal ferramenta de luta, sobretudo numa conjuntura marcada pelo sistemático ataque aos direitos dos petroleiros. Outro fator que contribuiu para a boa receptividade da campanha foram as melhorias no atendimento aos petroleiros, obtidas a partir da firme atuação da diretoria. Com isto, aumentou-se o quadro de associados.

Agora, quando a direção da Petrobrás intensifica as vendas de ativos e o desmonte da empresa — resultando em demissões (como na BR Distribuidora) e desinvestimentos —, a organização em torno do sindicato será ainda mais decisiva. Até porque a política da empresa é antissindical e visa atacar o legítimo direito de organização dos petroleiros.

Em março deste ano, a FNP lançou campanha nacional de sindicalização, com participação dos sindicatos da base da federação, como o Sindipetro-RJ.

Quem ainda não é filiado ao Sindipetro-RJ poderá preencher a ficha de filiação virtual em https://www.sindipetro.org.br/filiacao/

Comente com o facebook
Compartilhe: