JP Morgan e conflito de interesse, a saída de Pedro Parente da Petrobrás

Segundo uma reportagem publicada na Revista ‘Crusoé’, o então presidente da Petrobrás, Pedro Parente, tem sociedade com um dos sócios do Banco JP Morgan, José Berenguer, na empresa Viedma. Em maio, último, a Petrobrás antecipou um pagamento de US$ 600 mi (cerca de R$ 2,2 bi) para o JP Morgan que venceria em 2022. A Petrobrás confirmou a informação ao site Petronotícias, o que pode ser também confirmado no site ConsultaSócio.com.

A situação revela mais um conflito de interesse dentro da Petrobrás, que teve a gestão de Parente bastante celebrada pelo mercado  e veículos de comunicação como sendo um exemplo de Compliance ( Governança).

Ainda, segundo informações da Crusoé, o fato é que Pedro Parente sai da Petrobrás bastante preocupado com uma possível CPI, que já está sendo articulada no Congresso Nacional. A revista cita que Parente estava articulando conversas com lideranças do governo em Brasília e no Congresso e foi aconselhado a entregar o boné.

O Blog Fatos e Dados publicou uma carta do executivo endereçada a Michel Temer em que ele explica os motivos de sua saída da Petrobrás, e claro, a greve dos caminhoneiros foi um deles.

“A greve dos caminhoneiros e suas graves consequências para a vida do País desencadearam um intenso e por vezes emocional debate sobre as origens dessa crise e colocaram a política de preços da Petrobrás sob intenso questionamento. Poucos conseguem enxergar que ela reflete choques que alcançaram a economia global, com seus efeitos no País. Movimentos na cotação do petróleo e do câmbio elevaram os preços dos derivados, magnificaram as distorções de tributação no setor e levaram o governo a buscar alternativas para a solução da greve, definindo-se pela concessão de subvenção ao consumidor de diesel” – diz trecho tentando justificar entreguista política de preços dos combustíveis aplicada durante sua gestão.

Já a Petrobrás informa que “a nomeação de um CEO interino será examinada pelo Conselho de Administração da Petrobras ao longo do dia de hoje. A composição dos demais membros da diretoria executiva da companhia não sofrerá qualquer alteração” – informa no Blog Fatos e Dados.

 

Comente com o facebook
Compartilhe:


Aumentar a fonte
Alto Contraste