Negociação não avança. Greve dia 3/1

Não houve avanços na reunião do RH da Petrobrás com a FNP (foto), realizada na tarde de quinta-feira (28), no Edise. Além de manter o reajuste de 1,73%, dificultar a aquisição de medicamentos no Benefício-Farmácia, substituir o Auxílio-Almoço pelo Vale-Refeição e alterar (para pior) os prazos de reembolso da AMS, a empresa quer suprimir do ACT cláusulas como a que impede os petroleiros de terem dias descontados no retorno de férias (cláusula 108) e a que assegura aos cipeiros o pagamento quando as atividades das Cipas forem realizadas fora dos horários de trabalho. Cláusulas adicionais propostas pela FNP, demandadas pela categoria em assembleias, também não foram aceitas pela empresa.

Ao final da negociação, após a FNP expressar o descontentamento dos petroleiros e pressionar pela apresentação de nova proposta, o RH da empresa comprometeu-se apenas a enviar uma minuta como a que foi entregue à FUP.

A FNP reafirma o indicativo de greve a partir da próxima quarta-feira (3 de janeiro), por um ACT digno e contra a retirada de direitos, conforme deliberação das assembleias de base da categoria.

Comente com o facebook
Compartilhe:


Aumentar a fonte
Alto Contraste