PDV: Não à saída antecipada dos que querem continuar na empresa até os 55 anos

Sindipetro-RJ solicita envio de dados para levantamento até o dia 14 de abril

Para evitar que os trabalhadores com quase 55 anos, que estão saindo da Petrobrás pelo PDV, alcancem o benefício da Petros, a hierarquia bolsonarista na Petrobrás tem antecipado a dispensa destes trabalhadores.

Questionando essa prática que gera prejuízos para toda a categoria, a FNP já cobrou da empresa a extensão do prazo para a saída pelo PDV e aguarda resposta da Petrobrás para a solicitação de reunião para discutir este assunto.

Saída antecipada é prejudicial para todos

Em várias unidades, o operacional enfrenta redução de efetivo. E as reduções são ainda maiores desde o início da pandemia com o afastamento dos petroleiros do grupo de risco, com a quarentena dos infectados e com as saídas pelo PDV.

Apenas a lógica econômica em benefício da Petros/Petrobras justifica a pressão por uma saída antecipada de quem quer ficar pelo menos até os 55 anos para garantir o direito ao benefício Petros pelo teto.

Levantamento de dados nas bases

Para saber quem tem interesse em permanecer na empresa até alcançar os 55 anos, os sindicatos filiados à FNP estão realizando levantamento de dados. O Sindipetro-RJ solicita que os petroleiros da base do RJ nesta situação enviem informações até o dia 14 de abril (nome completo / unidade / data de desligamento apontada pela Petrobrás / data de desligamento desejada) para sindipetro-rj@sindipetro.org.br com o assunto: prorrogar saída PDV.

Comente com o facebook
Compartilhe: