Petrobrás: general Silva e Luna vai substituir Castello Branco

Por Rosa Maria Corrêa

Troca vem um dia após mobilização nacional dos petroleiros

Em rede social, nesta sexta (19), Bolsonaro anunciou que o atual presidente da Petrobrás, Roberto Castello Branco, não seguirá no comando da empresa. Ele será substituído pelo general Joaquim Silva e Luna que estava na diração de Itaipu.

Na postagem, Bolsonaro disse que resolveu indicar Silva e Luna “para cumprir uma nova missão, como conselheiro de administração e presidente da Petrobrás, após o encerramento do ciclo, superior a dois anos, do atual presidente, senhor Roberto Castello Branco”.

O anúncio vem um dia após mobilização dos petroleiros na quinta (18) em todo o país em apoio à greve de pelo menos mil petroleiros da refinaria Landulpho Alves (RLAM) que reivindicam a parada da venda da refinaria que já está em fase de conclusão. A categoria está na luta pelo fim da Política de Preços de Paridade de Importação (PPI), que gera sucessivas altas no preço dos combustíveis e gás de cozinha, em defesa dos empregos, de um ACT digno e contra todas as privatizações das estatais.

Bolsonaro, complementou, o anúncio afirmando que em dois meses o governo vai estudar uma maneira definitiva de buscar zerar o imposto para ajudar a contrabalancear esses aumentos dos combustíveis.

Essa troca de comando vem apesar de Bolsonaro ter afirmado na quinta(18) que não iria interferir na Petrobrás, contradizendo não apenas o poder que possui de fazê-lo, visto que a empresa é uma estatal, mas o próprio anúncio que acaba de fazer nesta sexta.

Comente com o facebook
Compartilhe: