Petrobrás mente sobre negociação da PLR

Na quinta-feira, 3/5, um dos focos da reunião de Acompanhamento do ACT entre a FNP e o RH da Petrobrás foi a questão da PLR.
A Federação deixou claro que não concorda com o conceito de remuneração do termo de quitação, enviado após o expediente de sexta-feira (27/4), para ser assinado na segunda, antes do feriado de 1º de maio.

A empresa se comprometeu com a FNP a realizar nova reunião para debater a questão, mas, quebrando a boa fé negocial, enviou, aos trabalhadores, na segunda-feira (7/5), documento afirmando apenas que “aguarda a assinatura pelas entidades sindicais para que os empregados possam receber os valores”.

A metodologia do cálculo, porém, prejudica os trabalhadores ao não considerar nossa remuneração de fato, como horas extras e adicional regional e beneficia os cargos gerenciais.
Uma das propostas apresentadas pela FNP na mesa de negociação para mitigar a distorção foi a diminuição do teto.
Entendemos que o conceito de remuneração colocado no termo de quitação, descumpre o acordo, privilegia gerentes e tira dinheiro de quem realmente produz seus resultados.

A FNP convoca todos os petroleiros e petroleiras para reunião nacional nesta quarta (9/5), às 15h, na sede do Sindipetro-RJ, seguida de Colegiado Extraordinário do Sindipetro-RJ.
Venham todos ao sindicato após o expediente, onde, entre outras coisas, serão tomados os encaminhamentos sobre PLR.

Comente com o facebook
Compartilhe:


Aumentar a fonte
Alto Contraste