Petrobrás nega prorrogação do ACT e agenda negociação para esta terça (30)

A FNP e seus sindicatos não vão aceitar que a empresa se aproveite da pandemia para retirar direitos dos trabalhadores e precarizar ainda mais as condições de trabalho

Após ofício da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), enviado para a Petrobrás no dia 24 de junho, empresa informou que não trabalha com a perspectiva de prorrogação do atual acordo e tem a intenção de concluir as negociações até 31 de agosto. A reunião foi marcada para a próxima terça-feira (30/6), às 11h.

Para evitar que um conflito trabalhista coloque a vida de todos em maior risco, a FNP manterá o seu posicionamento e vai exigir, em mesa, a prorrogação do ACT.

A FNP e seus sindicatos não vão aceitar que a empresa se aproveite da pandemia para retirar direitos dos trabalhadores e precarizar ainda mais as condições de trabalho.

 

 

Comente com o facebook
Compartilhe: