Petrobrás quer terceirizar a operação do Edise

Os trabalhadores próprios que cuidam da operação e manutenção dos sistemas do Edise serão substituídos por trabalhadores terceirizados. O contrato celebrado entre a Petrobrás e a empresa Nova Rio em 27 de setembro de 2017 prevê a contratação por dois anos de técnicos da empresa, visando acabar com a Operação executada por empregados próprios, que ocorre desde 1974, ano da inauguração do prédio.

A informação foi passada por um gerente da unidade em reunião realizada dia 29 de novembro com os trabalhadores. Segundo ele, todos estão liberados para procurar outro lugar para trabalhar dentro da Petrobrás, informando que já havia enviado o currículo de alguns para determinadas unidades. O Sindipetro-RJ está organizando os trabalhadores pararesistir a este ataque e já acionou judicialmente a Petrobrás.

Comente com o facebook
Compartilhe:
Sem comentários

Poste um comentário

Aumentar a fonte
Alto Contraste