Petroleiros param diversas unidades da Petrobrás em apoio à Greve Geral

TABG

Imagem Samuel Tosta

Em adesão à Greve Geral unidades importantes de refino da Petrobrás apresentam corte de rendição e adesão grande.

Das dez refinarias que aprovaram a greve, nove já estão sem trocas nos turnos de revezamento: Refinaria Presidente Vargas (REPAR/PR), Usina de Xisto (Six/PR), Refinaria de Paulínia (REPLAN/SP), Refinaria Capuava (RECAP/SP), Refinaria Duque de Caxias (REDUC/RJ), Refinaria Grabriel Passos (REGAP/MG), Refinaria Landulpho Alves (RLAM/BA), Refinaria Abreu e Lima (RNEST/PE) e Refinaria Isaac Sabbá (REMAN/AM). Na Refinaria Alberto Pasqualini (REFAP/RS), onde os trabalhadores já haviam feito uma greve ao longo desta última semana, a paralisação está sendo retomada na manhã desta sexta.

O Terminal Aquaviário Baía de Guanabara (TABG/RJ) também está parcialmente com suas atividades paralisadas.

No Rio já às 6h30, havia cerca de 30 quilômetros de congestionamentos registrados pela cidade. Cerca de 30 minutos depois, a lentidão já chegava a quase 50 quilômetros, cerca de 30 quilômetros a mais que o previsto para o horário.

DSC_3500-1805x1203

imagem Samuel Tosta

Vias importantes como a Linha Vermelha e saída da Ponte Rio Niterói, na Avenida Brasil, chegaram a ter bloqueios. O trânsito está com uma grande retenção na altura da Ilha do Fundão, sentido Centro do Rio.

Ao longo do dia os petroleiros vão também realizar protestos em edifícios administrativos da Petrobrás, a partir de meio dia está programado um ato no Edifício Senado (EDISEN).

Um grande protesto organizado por centrais sindicais está programado ainda nesta tarde com concentração na Candelária, Centro do Rio, a partir das 17:00h

Comente com o facebook
Compartilhe:
Sem comentários

Poste um comentário

Aumentar a fonte
Alto Contraste