Pra cima deles! Sindipetro-RJ firma interpelação judicial sobre o PCR contra Petrobrás

O plano é um ataque coletivo e a resposta deverá ser também coletiva

Na tarde de quinta-feira (5), o Sindipetro-RJ firmou interpelação judicial para que a Petrobrás responda sobre os pontos obscuros do PCR. Nossa responsabilidade é coletiva. Não assinar neste momento é muito importante, mas, além disso, precisamos agir de forma coletiva.

A arma que temos para isso é nossa mobilização, construir a unidade da categoria para enfrentar esta armadilha.

A direção da companhia quer usar o PCR como ferramenta institucio­nalizada para adequar, enxugar e realocar a mão de obra de acordo com os interesses da empresa no contexto do desmonte e privatização.

A Petrobrás está chamando a categoria para assinar um plano em um ambiente de total desinformação, sem qualquer tipo de transparência!

É importante frisar que esse novo plano de cargos está inserido junto com uma série de medidas como o equacionamento do PPSP 1, entre outros pontos.

O trabalhador tem o direito de avaliar sem pressa e dirimir todas as dúvidas antes de assinar qualquer adesão. Precisamos pressionar para que a Petrobrás apresente respostas para todas as nossas dúvidas.

Um cheque em branco que será descontado na sua conta

A empresa criou um plano para desvalorizar o petroleiro, legalizando o desvio de função, com o objetivo de estagnar as nossas carreiras. Esse abono que a empresa oferece para quem assinar o novo plano é na verdade a “cereja do bolo envenenado”.

A assinatura desse plano é um cheque em branco para a empresa, porque o empregado diz que concorda com um regramento que pode prejudicar e muito a progressão na carreira, sua especialização profissional e inclusive financeiramente ao longo dos anos.

Como a própria empresa diz ela recuperará o dinheiro gasto em quatro anos, às suas custas.

Tem petroleiro que assinou e se arrependeu!

A luta contra o PCR é de todos! Mesmo quem já assinou o documento tem que ter o direito de mudar de ideia! Não podemos simplesmente aceitar essa imposição da Petrobrás. O Sindipetro-RJ está junto com todos os petroleiros e petroleiras que desejarem rever sua posição!

Não se deixe intimidar!

Denuncie qualquer tenta­tiva de assédio ao Sindicato! Está circulando um vídeo com um G.E. de RH ameaçando “investigar notícias falsas”. Acreditamos que, no papel dele e com seu salário, deveria investigar e divulgando as notícias verdadeiras, pois há milhares de trabalhadores pro­positalmente desinformados. Não aceite pressão para assinar algo cujo desdobramento ainda é desconhecido pela força de trabalho! O Sindipetro-RJ está de olho e pronto para identi­ficar, denunciar e, caso neces­sário, processar quem assediar trabalhador.

Seja do RH, do Jurídico ou de qualquer outra gerência, todo tra­balhador tem direito a expressar sua opinião!!!

Comente com o facebook
Compartilhe:


Aumentar a fonte
Alto Contraste