Sindipetro-RJ esclarece sobre liminar do teletrabalho

Castello Branco e Cláudio Costa ameaçam trabalhadores em isolamento social com retaliação covarde e irresponsável

Assista ao vídeo com a advogada do setor Jurídico do Sindicato, Karina Lima, e os diretores Eduardo Henrique, Igor Mendes e Natália Russo. Compartilhe!

Desde o início do teletrabalho emergencial devido à pandemia, o Sindicato vem cobrando da direção da Petrobrás medidas que garantam não haver transferência de custos para os trabalhadores. Vendo inviabilizada a possibilidade de negociação, o Sindicato entrou com uma ação na Justiça. Após ser notificada sobre o processo, a Petrobrás pediu 10 dias de prazo para se posicionar, sendo que neste meio tempo agiu de má fé e anunciou a “ajuda de custo” de mil reais para cada trabalhador condicionada à aceitação de um termo abusivo. Segue que, após mais uma derrota na Justiça, a direção da empresa emitiu um comunicado baseado na manipulação das informações, num terrorismo tacanho contra seus próprios empregados.

Comente com o facebook
Compartilhe: