Sindipetro-RJ repudia corte nos proventos de servidores do TJPE

A diretoria do Sindipetro-RJ se soma aos protestos do SINDJUD-PE e se solidariza com os servidores públicos do TJ de Pernambuco, que serão impactados por uma cruel política de contingenciamento, instituída pela Portaria Nº 13/2020 da Presidência daquele Tribunal, em que o ônus recai sobremaneira sobre os servidores.

Dentre outras medidas, essa portaria retira o auxílio-alimentação, em um momento em que os trabalhadores mais precisam, diante da maior crise de saúde, e por consequência econômica, enfrentada pela humanidade nas últimas décadas. O trabalho do judiciário continua de forma remota, através de teletrabalho, a produtividade não parou, mas a presidência do TJPE quer retirar verbas dos servidores em um momento que o mundo todo adota medidas de proteção a renda dos trabalhadores.

Sabemos que cabe a cada um fazer sua parte na luta ferrenha contra a expansão da pandemia e os seus profundos impactos econômicos. No entanto, antes de se cogitar reduzir proventos de trabalhador, fato que dramatizaria ainda mais as situações das famílias em quarentena, devem os grandes proprietários entrar com a sua contribuição. A taxação das grandes fortunas, a anulação da EC do teto dos gastos sociais e a verdadeira priorização orçamentária dos governos para a saúde pública são imperativas como medidas de financiamento do custo social da pandemia e mitigação dos seus efeitos.

Achatar a renda dos trabalhadores só vai agravar ainda mais a recessão econômica. Não aceitaremos que a pandemia sirva de pretexto para que as riquezas geradas por todos os trabalhadores sejam apropriadas ainda mais por cada vez menos privilegiados! A vida deve vir antes dos lucros e premiações de altos gestores!

Toda solidariedade ao SINDJUD-PE nessa luta em defesa dos direitos dos trabalhadores!

Comente com o facebook
Compartilhe: