Petroleiras e petroleiros do Sistema Petrobrás – Trabalhadores de todo o Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

A privatização da Petrobrás Distribuidora (BR) foi um trailer do que estava sendo preparado pra todos nós. A privatização da PBIO, a venda da RLAM e enorme lista de ativos na fila da rapina traz mais algumas cenas desse pesadelo. Reajamos imediatamente!

Iniciamos uma greve na Petrobrás Biocombustível (PBIO), de forma conjunta no Rio de Janeiro (sede da empresa), em Minas Gerais (usina Darcy Ribeiro, em Montes Claros) e na Bahia (em Candeias). Após longos sete meses de tentativa de abrir alguma negociação com a PBIO/Petrobras, decidimos paralisar as atividades. A hierarquia se nega a qualquer negociação. A privatização da PBIO está em curso, no contexto do esquartejamento de todo o Sistema Petrobrás, algo muito nocivo pro Brasil.

Diversas manobras foram feitas pra facilitar essa privatização. Por exemplo: as usinas, que sempre tinham sido da Petrobrás controladora, foram colocadas na PBIO na preparação pra venda, a fim de utilizar malandramente a já péssima decisão do STF de que subsidiárias podem ser vendidas sem passar pelo Congresso e sem licitação.

Os empregados da Petrobrás Biocombustível, todos concursados, reunindo conhecimentos de relevo, com grande dedicação ao Sistema Petrobrás, muitos dos quais tendo, inclusive, ficado diretamente na controladora como cedidos durante longos períodos e até mesmo desde que entraram, estão sendo privatizados no pacote. Nada foi oferecido a eles: nem a possibilidade de ficarem no Sistema, nem um PDV minimamente respeitoso nem qualquer indenização. Nada.

Sorria, você está sendo privatizado

O sofrimento dos trabalhadores – pais e mães preocupados com o sustento da família – é tratado com escárnio: tudo que a empresa nos ofereceu foi um… aplicativo anti-estresse!

A privatização da Petrobrás Distribuidora (BR) foi um trailer do que estava sendo preparado pra todos nós. A privatização da PBIO, a venda da RLAM e enorme lista de ativos na fila da rapina traz mais algumas cenas desse pesadelo.

Necessitamos e esperamos que a greve na Petrobrás Biocombustível seja apoiada pelos petroleiros de todo o Sistema Petrobrás, por todos os trabalhadores do país. Porque a solidariedade vai tornar o movimento mais forte, principalmente diante dos ataques patronais. Mas também porque é uma oportunidade, que não chega todo dia, de ser um estopim pruma greve mais completa no sistema Petrobras e, a partir daí, junto com outras iniciativas em curso em outras categorias, pruma greve geral.

A unidade de todo o Sistema pode virar o jogo

A situação não é fácil. Mas é tarefa de cada uma e de cada um de nós tentar. E certamente quanto mais de nós estivermos na luta mais chances teremos de vitória. Não podemos perder por WO. Nosso time precisa entrar em campo direta e imediatamente, com toda garra para vencer!

Somos nós que fazemos essa (ainda) gigantesca empresa funcionar. A empresa mais estratégica do nosso país. Somos nós trabalhadores brasileiros que geramos toda a riqueza do país, de nós surrupiada. Podemos virar esse jogo.

Por isso, fazemos um convite: que todos os sindicatos petroleiros pelo Brasil afora, centrais sindicais, movimentos sociais e populares, associação de moradores, ecologistas se esforcem ao máximo no sentido de pautar a greve dos empregados da Petrobrás Biocombustível em todas as oportunidades.

Na Petrobrás, contamos com a solidariedade ativa dos colegas em todas as bases, em todas as unidades, operacionais e administrativas. Que os Sindipetros e as Federações pautem a importância dessa greve se ampliar. Que os petroleiros de todos os lugares do Brasil se manifestem a favor da greve em andamento e se engajem junto aos sindicatos na construção de uma greve nacional da categoria petroleira.

Que os petroleiros de norte a sul se apresentem como protagonistas na defesa dos empregos e da recuperação do tesouro que é o Sistema Petrobrás.

Vamos à luta. Vamos juntos!
Saudações petroleiras

Sindipetro RJ | Sindipetro MG | Sindipetro BA

O arquivo em PDF: MANIFESTO GREVE PBIO

Destaques