Líder da greve dos caminhoneiros no Porto de Santos é preso

Prisão arbitrária mostra que governo cada vez mais teme a força dos trabalhadores

Em nota divulgada na tarde desta segunda-feira (17), o Sindipetro-LP informa que o presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira (Sindicam), Alexsandro Viviani, o Italiano, que lidera o movimento grevista dos caminhoneiros no porto de Santos foi preso.
“A Polícia Militar reprimiu violentamente, agora pouco, a greve dos caminhoneiros. Inclusive o presidente do Sindicato, Alexsandro Viviani, o Italiano, que está ao lado do diretor do Sindipetro-LP, Fábio Mello, no vídeo, foi detido. Uma repressão desproporcional e injustificada, sindicato e trabalhadores pacificamente protestavam e faziam o trabalho de convencimento para que os colegas aderissem à greve”, diz a nota divulgada pelo Sindicato nas redes sociais.
Viviani lidera desde a zero hora desta segunda a paralisação da categoria no porto, em protesto contra o novo Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do cais, reivindicando um valor mínimo para serviços de frete e a retirada do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis.

 

É preciso que todas as forças progressistas e democráticas deste país defendam o direito de greve dos petroleiros e caminhoneiros em luta.
Contra a criminalização das lutas!
Lutar por direitos e vida digna não é crime!
Viva a unidade da classe trabalhadora!

Fonte: Sindipetro-LP e Revista Fórum

Comente com o facebook
Compartilhe: