Todos às assembleias para rejeitar a proposta e aprovar a greve

O Sindipetro-RJ começa hoje as assembleias para avaliação da proposta apresentada pela Petrobrás no dia 12. O indicativo da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) é pela rejeição da proposta – que mantém graves retrocessos e não atende a nenhum dos pleitos da contraproposta da FNP – e pela greve no dia 3 de janeiro. A Federação e o Sindipetro-RJ estarão presentes nas atividades de luta contra a Reforma da Previdência organizadas pelos sindicatos e centrais sindicais.

Em reunião realizada com o RH da Petrobrás na tarde de quinta a empre­sa se comprometeu a retirar a cláusula 42, que permitia a demissão coletiva. Mas pontos como as restrições para uso do Benefício Farmácia continuam na proposta.

PREVIDÊNCIA – A greve do dia 5 foi suspensa por algumas centrais com o argumento de que a reforma da Previ­dência não seria votada neste ano. Mas  as articulações e liberações de verba federal continuam a toda para garan­tir uma votação em 2018. O projeto foi lido no plenário da Câmara na tarde de ontem e não está descartada a possibili­dade de ser votado na próxima semana.

Reunidas nesta quinta em São Pau­lo, as centrais aprovaram a continui­dade das mobilizações e estado de gre­ve, se preparando para paralisar no caso de a proposta de reforma entrar em votação no Congresso.

Veja o dia e hora em que acontece no seu local de trabalho

 

Comente com o facebook
Compartilhe:


Aumentar a fonte
Alto Contraste