Castello Branco planeja futuro sombrio para a Petrobrás

As refinarias continuam como alvo principal da destruição da Petrobrás no governo Bolsonaro. Nesta terça (19), em live com o Banco Safra transmitida pelo YouTube, Castello Branco afirmou que mesmo em meio à pandemia a Petrobrás vai anunciar a venda de ativos, principalmente de refinarias. Ele disse que os projetos de desinvestimentos permanecem intactos, que há interessados na compra e que deverá receber propostas em junho. Castello Branco planeja assinar os acordos de compra e venda até o final desse ano e concluir as transações em 2021.

No ano passado, Castello Branco já havia apresentado para investidores estrangeiros uma futura Petrobrás com ativos apenas na região Sudeste, vendendo todas as operações em terras ou águas rasas.

Enquanto Castello Branco só se preocupa em detonar a empresa, nas refinarias e plataformas da Petrobrás são constatados focos de contaminação pelo novo coronavírus e óbitos de petroleiros.

O Sindipetro-RJ está na luta contra a venda dos ativos da empresa e exige providências imediatas pela vida dos petroleiros.

Comente com o facebook
Compartilhe: