COVID-19 avança em todo o Brasil

A Transpetro emitiu nota oficial sobre o contágio da tripulação do navio Carlos Drummond de Andrade que está atracado em Suape, Pernambuco. No documento, a Companhia afirma que “as instalações do navio estão sendo higienizadas diariamente pela equipe de bordo e passarão por higienização adicional após o desembarque dos tripulantes”. Apesar da nota, há muitas dúvidas entre os petroleiros embarcados dentre os quais constam pessoas do grupo de risco.

Este é apenas mais um exemplo do descuido da Petrobrás com a doença que se alastra pelo mundo, deixando um saldo estarrecedor de vítimas, enquanto a maioria das empresas e dos políticos se voltam para garantir a manutenção de seus lucros e interesses.

Nesta terça (24), dados do Imperial College, de Londres, divulgaram que a taxa de transmissão da COVID-19 no Brasil é a maior desde maio passado. Em uma semana, o ritmo de contágio (Rt) passou de 1,10 para 1,30. Ou seja, cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus para outras 130. Considerando a margem de erro, esse número pode variar para mais, 145, ou para menos, 86.

Por outro lado, a maioria dos cientistas têm alertado que os resultados estão sofrendo mudanças muito rapidamente e que devem ser interpretados com cautela. Porém, é fato que a falta de testes, o afrouxamento do isolamento social por parte de prefeituras e governadores e a ausência completa de uma política do Estado brasileiro que tem Jair Bolsonaro na presidência, possuem grande responsabilidade no atual mapa desastroso de COVID-19 no Brasil.

O Sindipetro-RJ está na luta contra o coronavírus e pela preservação de vidas.

Comente com o facebook
Compartilhe: