Manifestações crescem nas ruas contra desgoverno

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

24J marca ampla mobilização pelo “Fora, Bolsonaro e Mourão!”

Os escândalos levantados dia após dia durante as investigações da CPI da pandemia deram motivos que extrapolam os necessários para o impeachment de Bolsonaro. Mas somente o povo nas ruas poderá pressionar o Congresso a abrir o processo para a retirada do genocida.

O histórico de manifestações organizadas pelas centrais sindicais, sindicatos e movimentos populares só cresce. Na mais recente, sábado (24), foram registrados o aumento de cidades brasileiras participando num total de 428 e no exterior com pelo menos 15 países.

O Sindipetro-RJ tem participado da organização das manifestações e se fez presente junto com trabalhadores da base com faixas contra a privatização, exigindo uma Petrobrás voltada para os interesses do povo e denunciando a venda da Petrobrás Biocombustível.

 

 

As bandeiras de vacina já, comida no prato, auxílio mínimo de R$ 600, estabilidade no emprego, contra o ataque aos direitos, contra as privatizações e a reforma administrativa têm sido erguidas juntamente com diversas outras temáticas trazidas pelos manifestantes: moradia, inflação, verbas para a Educação. Há quem carregue, tristemente, imagens de familiares perdidos para a COVID-19, protestando, porque o desgoverno queria propina nas negociações por vacina, atrasando o calendário de vacinação nacional. “Jail Bolsonaro!”, como estamparam os manifestantes em faixas e projeções no exterior.

Mobilize-se!

Acompanhe as notícias sobre as reuniões das entidades da frente organizativa das manifestações, divulgue o calendário das próximas atividades. Participe!

Destaques