Participantes da PETROS sofrem novos ataques aos seus direitos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Sindipetro-RJ recebeu duas reclamações diferentes de trabalhadores: a primeira é sobre o envio de uma carta sobre uma cobrança retroativa do plano de saúde sem uma explicação convincente para a iniciativa, e a de que não haverá mais boletos para cobrança da APS (antiga AMS) para quem tem benefício do PETROS-2, sendo que os descontos passarão à folha a partir do próximo 25/11

Não houve qualquer informe claro para os trabalhadores, ou associações, sindicatos ou Federações, nem por parte da PETROBRÁS e nem da PETROS sobre os assuntos.

Juntando as reclamações e inferindo a partir delas, avaliamos que essas medidas impactam quem recebe benefícios oriundos tanto do PPSP, quanto do PETROS-2. Aqueles que repactuaram, optaram pelo BPO (PPSP) e passaram a contribuir para o PETROS-2 e vieram a se aposentar.

Vamos à hipótese – Como a PETROS cobrava a AMS dos participantes do PETROS-2, somente por boleto, e também, não considerava em seus sistemas, esse rendimento para fins de cobrança da AMS para quem recebia benefícios de duas fontes (PPSP e PETROS-2), só agora, de forma tardia e nebulosa, a PETROBRÁS/PETROS ajustaram seus sistemas e pretendem cobrar valores retroativos por seus próprios erros.

Agora, sem explicar isto, sem esclarecer a origem do débito, reconhecido expressamente como falha própria, quer efetivar cobranças retroativas, sem a possibilidade do confiscado avaliar a veracidade do débito e negociar a forma de pagamento se for cabível a cobrança.

Depois de 15 anos de leniência comunicam que penalizarão os participantes

A cobrança das consignações e descontos em folha da PETROS no PETROS-2 é uma pendência de anos das direções da PETROBRÁS/PETROS e demais patrocinadoras, pois a cobrança por boletos não respeitava a margem consignável, não contingenciava os valores excedentes como saldo devedor o que, equivocadamente, ficava como inadimplência. Assim, se, de fato, se acumulou um valor que seria descontado dos trabalhadores aposentados devido o PETROS-2, em tese, compor os seus rendimentos, caberia à PETROBRÁS honrá-los de pronto junto à AMS, a fim de não manter lesão contra o conjunto dos participantes da AMS por seus próprios erros, bem como assumi-los como de sua total responsabilidade, devido à leniência explícita em não ajustar os seus sistemas (PETROS e PETROBRÁS) desde o lançamento do PETROS-2 em junho/julho de 2006. Já estamos em final de 2021, já se vão mais de 15 anos.

Esse é mais um exemplo de como as gestões da PETROS e da PETROBRÁS direcionam seus erros para penalizar ativos, aposentados e pensionistas em seus direitos, e preparar o terreno para a privatização.

Mais uma vez, o Sindipetro-RJ/FNP não vai medir esforços para impedir mais essa desfaçatez daqueles que querem destruir a AMS e entregar a PETROBRÁS.

Quem se considerar prejudicado deve registrar reclamações nos canais de atendimento da AMS, do RH da PETROBRÁS e da PETROS. Vão alguns:

AMS
Tel.: 0800-287-2267 (opção 1)

Whatsapp: (11) 96474-0011

Fale Conosco
https://saudepetrobras.com.br/main.jsp?lumPageId=8A9D2A82777399B1017797CB749F4541

Botão de Serviços
http://servicos.petrobras.com.br/

RH – Canais Atendimento

Click RH
Serviços de RH

https://click.petrobras.com.br/assystnet/#services/414

Atende RH
atendimento 24h para assuntos de RH

https://rocketchat.petrobras.com.br/livechat

Central de relacionamento de RH
0800 287 2267

PETROS
☎️
0800 025 3545

Chat
https://www.petros.com.br/atendimento/form_petros_pt.html?token=c3623539-219e-4b36-8551-9454dff7c279

Destaques