Por que os sindicatos da FNP (incluindo o Sindipetro-RJ) pediram extensão do prazo? e o prazo do dia 4, do que se trata?

Em sua reunião do sábado (26/10), a FNP de­finiu que só começaria suas assembleias se fosse permitido ao RJ seguir na mediação, um exemplo de postura real pela unidade na­cional. Assim como fez o RJ, que, ao não se sujeitar à pressão da empresa pelo aceite de uma assembleia impugnada, permitiu que se conformasse o quadro de greve nacional petroleira e que surgisse uma nova proposta para todos os sindicatos.

A nova proposta foi estendida ao Sindipetro-RJ

Apenas na terça-feira (29/10), tendo a FNP se reunido no dia seguinte e, imediatamente, aberto tratativas junto ao TST para que o prazo seja estendido até o dia 8 de novembro, sexta-feira, já que seria impossível cumprir um prazo tão apertado para rejeição ou assinatura para esta segunda (4). Os sindicatos da FNP seguirão unidos, seja para rejeitar o acordo e fazer a greve, seja para a assinatura do mesmo, após a devida consulta à categoria. Ninguém fica para trás!

Versão do impresso Boletim CLIX

Comente com o facebook
Compartilhe: