Todos de preto contra Bolsonaro neste 7 de setembro

Os movimentos estudantis estão convocando manifestações em diversas cidades do Brasil para o próximo sábado (7), nas celebrações da independência do país. O objetivo é pressionar o governo de Jair Bolsonaro (PSL) contra os desmontes na educação, na democracia, nos empregos, na aposentadoria e no meio ambiente.

A ideia é repetir o exemplo dos caras-pintadas em 1992, quando o ex-presidente Fernando Collor já em situação de impeachment, teve contrariado seu pedido para que as pessoas usassem cores da bandeira nacional nas festividades da data naquele ano. Hoje, 27 anos depois, os estudantes repetem a orientação para que os manifestantes novamente usem preto, desta vez contrariando Bolsonaro.

Comente com o facebook
Compartilhe: