A greve continua! Orientações para a categoria 18/02

Atualizado às 13h17 – 18 de fevereiro

Orientações para a categoria 18/02

 

Petroleiros do Rio: “A greve continua, a greve é forte”

Após a decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) , que nesta segunda-feira (17), através do ministro Ives Gandra, em decisão monocrática, declarou como abusiva a Greve Nacional dos Petroleiros, o Sindipetro-RJ, a partir da sua direção colegiada, anunciou que não irá recuar diante da medida.
A noite de segunda foi de consultas ao Jurídico do sindicato e também de troca de informes entre as federações para alinhar os encaminhamentos.
“A greve continua, a greve é forte, a decisão do ministro Ives Gandra é um absurdo do ponto de vista legal, moral e político. O que temos que fazer é fortalecer a nossa greve para enfrentar mais essa arbitrariedade. Só nos cercando de solidariedade, chamando os outros movimentos sociais, apostando na unidade com a greve dos caminhoneiros, apostando em ganhar o apoio da sociedade denunciando essa política de preços dos combustíveis, estamos em luta para seja cumprido o nosso ACT e para impedir as demissões não só nas FAFENs. Se recuarmos as demissões serão retomadas e o desmonte na Petrobrás irá continuar. Precisamos impedir o recuo democratizando as decisões,  incentivando o comando unificado pela base. Esse será o caminho para construir a greve geral ” – afirmou Eduardo Henrique, diretor do Sindipetro-RJ e coordenador da FNP.
Ainda, nesta terça (18), a partir de 16h ocorre o ato “Grande Marcha Nacional em Defesa do Emprego, da Petrobrás e do Brasil”, com concentração em frente ao EDISE, Centro do Rio, na Avenida Chile.

Comente com o facebook
Compartilhe: