Assembleia Nacional dos Trabalhadores Contra a Reforma da Previdência

O Sindipetro-RJ e a FNP participaram da Assembleia Nacional, na Praça da Sé, em São Paulo. Centrais sindicais e movimentos populares divulgarão hoje (26), agenda de lutas unificada.

Trabalhadores realizaram atos em 12 estados.

Em repúdio à proposta de re­forma da Previdência de Jair Bolsonaro, entregue ao Con­gresso Nacional, a Praça da Sé, no cen­tro de São Paulo (SP), foi tomada por movimentos populares e centrais sindi­cais, na quarta-feira (20). A Assembleia Nacional dos Trabalhadores reuniu mi­lhares de trabalhadores (as), estudantes e aposentados (as) que criticaram a pro­posta construída pelo ministro da Eco­nomia, Paulo Guedes, visando a criação de um novo sistema previdenciário baseado na capitalização, que beneficia banqueiros em detrimento das necessi­dades da população.

Em greve desde 4 de fevereiro, professores da rede municipal do en­sino de São Paulo, denunciaram que a reforma no município foi aprovada pelos vereadores em 26 de dezembro de 2018 e sancionada pelo prefeito Co­vas no dia seguinte, aumentando de 11% para 14% a contribuição dos servi­dores para a aposentadoria.

UNIDADE PETROLEIRA – Tendo como eixo principal a luta “em defesa de uma aposentadoria digna, garan­tia dos direitos, valorização do salário e unidade em defesa do país”, a FNP e seus sindipetros apontam a urgên­cia da unidade de toda a categoria com uma reflexão e entendimento da seriedade do momento político, do aprofundamento dos planos de priva­tização, desmonte do estado brasileiro e contra todos os ataques aos direitos dos trabalhadores.

Versão do impresso Boletim CX

 

Comente com o facebook
Compartilhe: