Boicote ao processo eleitoral da APS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Por Rosa Maria Corrêa

Sindipetro-RJ orienta pela NÃO participação em processo eleitoral

Há tempos as hierarquias privatistas na Petrobrás têm trabalhado para que a AMS dos petroleiros vá para as mãos dos planos de saúde da rede privada. A Associação Petrobrás (APS) representa a transição para esse modelo.

Ainda como gerente de RH, Cláudio Costa, demitido por transações irregulares no mercado financeiro, começou a acelerar esse processo na Petrobrás, promovendo reuniões com empresas do ramo de saúde. O objetivo era claro: passar informações e planejar uma transição.

Atropelando a representação sindical, a Petrobrás criou a APS sem negociações e implementou uma série ações como os descontos abusivos que precisaram ser contestados judicialmente.

Contra a APS, a FNP obteve vitória em abril desse ano em ação civil pública que determinou que a Petrobrás e a Transpetro deveriam restabelecer e garantir os benefícios negociados no ACT 2020/22 para a AMS.

Os petroleiros precisam dizer NÃO à consolidação da APS!

Para ratificar a criação da Associação, foi aberto processo eleitoral para conselheiros. Esse encaminhamento para consolidar a APS está planejado desde o lançamento em novembro de 2020 do “Perguntas e Respostas sobre o novo modelo de gestão”. Em “Prazo para transição”, o documento afirma que a APS vai “ganhar corpo com a composição de Conselhos Deliberativo e Fiscal, que terão a representação de beneficiários”. Consulte: Novagestaofaq

Portanto, para barrar a APS, o Sindipetro-RJ orienta a categoria a NÃO aceitar o convite feito pela APS para a participação no processo eleitoral:

não aceite ser candidato a conselheiro deliberativo;

não aceite ser candidato a conselheiro fiscal; e

não vote!

Ser conselheiro ou votar significa referendar o processo que está em curso de destruição da AMS. O que vem acontecendo contra a AMS – saiba mais: link

Frisamos que a criação da APS é ilegítima e foi imposta aos petroleiros, vindo para desmontar o Plano de Saúde AMS, passando por cima de conquistas dos trabalhadores nos ACTs.

A FNP junto com outras entidades pede a suspensão do processo eleitoral, já! Conheça: https://sindipetro.org.br/suspensao-processo-eleitoral-aps/

Compartilhe!

Destaques