E tome PPI: direção da Petrobrás anuncia segundo aumento dos combustíveis em uma semana

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

A Petrobrás anunciou, nesta segunda-feira (8), mais um aumento de combustíveis. Trata-se do sexto reajuste em 2021. A partir desta terça-feira (9), a gasolina será reajustada em 8,8% nas refinarias e o diesel em 5,5%.

Enquanto esquenta cadeira para o general Silva e Luna, indicado por Bolsonaro que ainda não tomou posse na direção da Petrobrás por estar com o currículo contestado pela empresa, Roberto Castello Branco segue aplicando o PPI (Preço Paridade de Importação) em doses cavalares no bolso da população. Com isso, os preços médios nas refinarias serão de R$ 2,84 por litro para a gasolina e de R$ 2,86 por litro para o diesel — o que representa uma alta no ano de 54% no preço da gasolina e de 41,6% no diesel.

Para a felicidade dos acionistas e especuladores, segundo a Petrobrás, o aumento se dá por “alinhamento dos preços ao mercado internacional [que] é fundamental para garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido, sem riscos de desabastecimento, pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros refinadores, além da Petrobrás” – que cara de pau!

Mais uma vez, o Sindipetro-RJ entende que é perceptível que nenhuma mudança no atual contexto da empresa será feita, e muito menos será dado um “cavalo de pau” em todo esse processo, porque em realidade este governo que está aí, que retira direitos dos trabalhadores e que faz da incompetência um projeto de gestão pública, como no caso da pandemia da COVID-19, é apenas um gerente de uma subserviente e covarde burguesia brasileira e dos interesses do capital especulativo internacional que submetem o país a uma recolonização.
Pelo fim da política de PPI, contra o desmonte e privatização, contra o aparelhamento da Petrobrás por militares e em defesa da vida!

Fora Bolsonaro, Mourão, Paulo Guedes e Pazuello!

Destaques