Enganados, servidores da Dataprev estão sem plano de saúde

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Em pleno recrudescimento da pandemia causada pelo coronavírus no Brasil, trabalhadores e aposentados denunciam que a hierarquia bolsonarista na Dataprev, presidida pelo engenheiro Gustavo Canuto, alegou prejuízos financeiros e rompeu o contrato que estava vigente com a GEAP Saúde, gestora de planos de saúde.

A medida afeta 3.820 servidores da ativa, aposentados e seus dependentes. Segundo as denúncias, alguns foram chamados para assinar a contratação de um novo plano de saúde, mas tratava-se de um contrato novo com uma nova empresa prestadora de serviços, pois o contrato que era vigente desde a década de 1970 ia terminar.

Depois de trabalharem por décadas na estatal, aposentados e pensionistas vão precisar agora lutar pelo direito ao plano, pois a empresa tinha feito um novo edital de convênio somente para os ativos. Pressionada por algumas ações que já correm na Justiça, baseadas na lei que garante o plano a quem completa 10 anos de vínculo e é aposentado, a empresa recuou e permitiu a inclusão dos aposentados. Mas, o novo edital traz valores muito mais altos e imposições como não aceitar a inclusão de pais e mães e impõe limites de coberturas a filhos.

A gestão bolsonarista na Petrobrás vem tendo a mesma prática, impondo a transformação da AMS numa associação e retirando cada vez mais direitos conquistados pelos trabalhadores. O Sindipetro-RJ apoia a luta dos servidores da Dataprev e luta pela garantia de uma AMS digna para todos os petroleiros.

Conheça também matérias críticas do sindicato dos servidores da Dataprev sobre como é possível roubar os trabalhadores em seus planos de saúde:

Sabote a estrutura do plano tanto designando gestor do plano quanto o fiscalizador quebrando a confiança dos participantes na garantia de atendimento.
http://sindpdrj.org.br/portal/v2/2016/06/20/indicado-do-governo-permanecera-na-geap/

Ao passo que, a título de austeridade, se proponha aumentos abusivos que excluem de responsabilidades a empresa patrocinadora e forçam a saída de muitos participantes. O que abala o plano por dois flancos: político-econômico, pois o plano fica menor e mais caro; e jurídico-financeiro, pois reduz-se as responsabilidades do ente jurídico mais potente em honrá-las: a empresa.
http://sindpdrj.org.br/portal/v2/2020/10/15/andamento-do-processo-na-justica-do-trabalho-sobre-reajuste-de-6250-do-plano-medico-da-geap/

Crie um termo de adesão, controverso para os beneficiários, que crie um imbróglio jurídico-administrativo para suspender o direito de muitos em seguida e, posteriormente, jogar a culpa da perda do direito como se os próprios trabalhadores e aposentados tivessem abdicado de seus direitos
http://sindpdrj.org.br/portal/v2/2020/05/13/termo-de-adesao-geap-comunicado-do-sindpd-rj/

Crie um conflito administrativo a partir dos entes que possuem personalidade jurídica diferentes, mas que, afinal, são controladas pelo mesmo ente, o governo.

Geap procede aumentos abusivos (Resolução CGPAR), governo restringe orçamento de saúde da DataPrev, Geap barra DataPrev ou DataPrev não adere a contrato da Geap
http://sindpdrj.org.br/portal/v2/2020/07/02/no-jogo-de-empurra-entre-dataprev-e-geap-trabalhadores-ficam-sem-cobertura-de-saude/

Seja leniente, juridicamente, em ambas empresas (DataPrev / GEAP) para criar um vácuo de atendimento, especialmente, contra o público mais custoso e dependente. Aumentando a autofagia do plano, o deixando mais custoso aos participantes, centradamente, na defesa de seus direitos pelos acúmulos de passivos judiciais por decisões de prepostos do governo.
http://sindpdrj.org.br/portal/v2/2021/02/02/geap-trabalhadores-sindicalizados-podem-ingressar-com-acao/

Depois, caridosamente, se aproveite dos danos causados e potenciais, de todo o desespero, e abra negociações para rebaixar os direitos dos trabalhadores e responsabilidades da empresa em ambiente controlado.
http://sindpdrj.org.br/portal/v2/2021/01/26/dataprev-diz-que-vai-debater-questao-da-geap-no-tst/

Destaques