Estratégia do desmonte do Sistema Petrobrás é apresentada ao vivo

Nesta segunda (30), a hierarquia bolsonarista na Petrobrás fez transmissão ao vivo pelo YouTube do novo Plano Estratégico de 2021-2025 para a empresa. Roberto Castello Branco afirmou que privilegia valor sobre volume. “Nosso objetivo não é maximizar volume, é maximizar valor”, disse.

Destacamos na apresentação, que durou duas horas e meia, a fala da diretora executiva de refino e gás natural, Anelise Lara, defensora das privatizações, fortalecendo um cenário nefasto que distancia cada vez mais o Brasil do desenvolvimento econômico e social que os brasileiros precisam para agora e para os próximos anos. Das 13 refinarias, ela informou que o Plano pretende manter apenas cinco no Sudeste, lendo-se aí Rio de Janeiro e São Paulo (RPBC, REDUC, RECAP, REPLAN e REVAP), passando a Petrobrás a ter a metade da capacidade de produção.

Nesse plano privatista, Anelise Lara afirmou ainda que a venda da Liquigás será consolidada; a saída da Petrobrás Biocombustível será integral, as ações remanescentes da BR Distribuidora só estão esperando uma melhoria no mercado para serem ofertadas e também será feita a venda da participação da Petrobrás na Brasken.

De novidade, para os próximos cinco anos, além da destruição do Sistema, o “Plano” bolsonarista prevê novos projetos que dependem justamente do COMPERJ, que se arrasta em obras e curiosamente passou a ser chamado de GASLUB. Seriam, no caso, novas unidades para produção de S-10 em parceria com a REDUC. Nesse momento, Anelise Lara começa a falar da nova geração de combustíveis, do diesel renovável… Mas aí como se justifica a venda da PBIO?

Em Gás & Energia, ela disse que “esperam aumentar a comercialização” e aí fala de novo no COMPERJ, na Unidade de Tratamento de Gás Natural (UTG) e na saída da importação, do transporte e da distribuição de gás. Sem dúvida, esse grupo que comanda a Petrobrás hoje usa “rapidez nos movimentos”. Lançado o Plano Estratégico de destruição rápida do Sistema Petrobrás!

Conheça a apresentação: https://youtu.be/eKYBP5LV-60

O Sindipetro-RJ repudia toda e qualquer privatização e luta pela Petrobrás 100% estatal.

Comente com o facebook
Compartilhe: