Unidade na luta, vamos à Greve!

Não devemos deixar agosto passar em branco, ultrapassando a data-base e assistindo mais privatizações

Diante da recusa e imobilismo da direção da Petrobrás que não abre mão de retirar direitos históricos da categoria petroleira, somado ao acelerado desmonte do Sistema Petrobrás, com a implementação da privatização da BR Distribuidora, a oferta de oito refinarias, o próximo leilão do Pré-Sal, marcado para novembro, somado a entrega de outros ativos importantes a preço de banana, as direções do Sindipetro-RJ e da FNP entendem que já estão dados os motivos, e defendem a Greve Nacional Petroleira ainda neste mês de agosto.

Seminário de Greve!

Este e outros indicativos serão debatidos na reunião das federações e no Seminário de Greve Unificado FNP-FUP, que acontece dias 19 e 20/08.

Para a FNP o momento é propício para a greve nacional petroleira, já que colocamos em prática a unidade da FNP com a FUP, tendo participado ativamente de mobilizações conjuntas, apesar das diferenças. Essa unidade, antes havia se expressado na participação das duas federações em mesa única perante a Petrobrás e no trabalho de construção da proposta alternativa ao PED assassino. Agora esta unidade tem que se concretizar naquilo que a justifica, antes de mais nada: a unidade na Greve Nacional.

Prorrogação do ACT

Nesta quinta-feira (8) haverá mais uma rodada de negociação com a Petrobrás. O Sindipetro RJ e a FNP sempre se mostraram e continuam abertos à negociação.

Para isso, a empresa deve se mostrar com o mesmo espírito e garantir a prorrogação da validade do ACT até o final das negociações. As entidades seguirão defendendo uma proposta sem nenhum direito a menos e a suspensão da venda de ativos.

O governo Bolsonaro e seu preposto na Petrobrás estão praticando o maior ataque da história contra a Petrobrás e a categoria petroleira. O momento é de colocarmos nossa agenda em confronto a retirada de direitos e a privatização. O Sindipetro-RJ tem realizado ações em diversas bases, dentro do calendário de lutas da FNP.

Contra a reforma da Previdência e em defesa da Educação

Por fim, não se pode, neste momento, relegar a segundo plano a luta contra a reforma da Previdência e a defesa da educação. No dia 13 de agosto, Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação, estão sendo convocadas mobilizações e atos em todo o país. No Rio, petroleiros farão mobilizações no TABG e nos aeroportos de embarques para plataformas da base do Sindipetro-RJ. E a Coluna Petroleira está sendo convocada para o ato geral, às 15h, na Candelária! Nos encontramos no balão do Sindipetro!!!

As centrais sindicais majoritárias e os governadores dos partidos identificados com a esquerda não podem jogar a toalha nem trair os trabalhadores negociando direitos! Pelo contrário, o dever destas entidades e políticos tem que ser convocar a luta e transformar esse 13 de agosto num chamado à Greve Geral!

 

Versão do impresso Boletim CXXXII

Comente com o facebook
Compartilhe: