Vitória na luta! Trabalhadores da PAS-Brasil voltam ao trabalho com a maioria das reivindicações atendidas

Com parte de suas exigências atendidas, os trabalhadores terceirizados da empresa PAS-Brasil, que atua na movimentação de cargas, encerraram a greve a bordo das plataformas da Petrobrás na área do Pré-Sal do Campo de Búzios, que haviam iniciado nesta terça-feira (08/06)

O Sindipetro-RJ tomou conhecimento da situação e de imediato prestou apoio a esses trabalhadores, encaminhando uma série de denúncias à Petrobrás sobre o descumprimento de direitos trabalhistas por parte da empresa PAS-Brasil, além de ter publicado uma reportagem denunciando a situação dos trabalhadores. Além disso, o Sindicato vai acompanhar de perto a situação e fiscalizar para que sejam cumpridos os compromissos assumidos nesta negociação.

A carga nas unidades faz diferença. Pois, atendem as embarcações que trazem todo tipo de material, alimentação da hotelaria, e entre outros que são fundamentais para uma plataforma funcionar. A PAS-Brasil também faz a guarnição do Heliponto para o embarque e desembarque dos trabalhadores nas instalações da Petrobrás.

Os trabalhadores estavam com restrições de seu plano de saúde que só pode ser utilizado na cidade do Rio de Janeiro; dias de hotéis não pagos e problemas com horas extras e adicional noturno.

Mas continuam sendo submetidos a escala 21×21 , de forma ilegal, em descumprimento da Lei 5811/72, que limita a jornada ao máximo de 15 dias de embarque.

De qualquer forma, parabéns aos trabalhadores PAS-Brasil, que dão um grande exemplo!

PAS-Brasil ainda não pagou a demitidos

Outra denúncia recebida pelo Sindipetro-RJ é de que no último mês de maio a PAS-Brasil efetivou uma série de demissões de seus empregados, mas até o presente momento não pagou e não informa a previsão de pagamento sobre as horas extras, adicional e dias de hotéis. O Sindicato também monitora a situação e vai cobrar da hierarquia da Petrobrás medidas para a resolução do problema.

Comente com o facebook
Compartilhe: