Em greve, petroleiros afetam produção e resistem ao assédio da direção da Petrobrás

Em todo o país, já são mais de 18 mil trabalhadores em greve, espalhados em ao menos 90 unidades da Petrobrás em 13 estados brasileiros.

 

Na base do Sindipetro RJ, a adesão de todas as plataformas – P-74, P-75, P-76 e P-77 -, dos terminais TABG e TEBIG e do COMPERJ puxa a mobilização.

Durante o final de semana foram realizados cortes de rendição nas unidades que já aderiram à greve e, em outras, reuniões setoriais nos para a construção da mesma, a exemplo da concentração do CENPES na sexta e a programada para o EDISE, nesta segunda, 10/02, às 12h, na entrada da Rua Lelio Gama.

Alertamos a todos a seguirem a orientação do sindicato e a entrar em contato conosco se em situação de assédio gerencial.

 

 

Comente com o facebook
Compartilhe: