Mais um mestre do desmonte

Na última terça (26/6) o Conselho de Administração da Petrobrás elegeu o novo diretor executivo financeiro e de relacionamento com investidores: Rafael Salvador Grisolia (foto); o mesmo executivo que comandou o processo de IPO da Petrobrás Distribuidora, uma vez que o injustificável plano de venda do controle da subsidiária fracassou.

Analistas do J.P. Morgan anunciaram que a escolha de Grisolia foi positiva por ser ele um nome favorável ao mercado e que tende a manter a agenda estabelecida pela administração anterior. Ou seja, um nome favorável à política do desmonte, porém, não somente favorável, mas atuante no processo. Rafael Grisolia ocupava desde agosto de 2017 a mesma posição de diretor financeiro na Petrobrás Distribuidora, onde aplicou uma política suicida. Após anunciar um lucro anabolizado (vide boletim Sindipetro-RJ nº 62), a diretoria da Distribuidora pediu autorização na assembleia de acionistas ocorrida em abril para pagar, pelo menos, R$ 1,8 milhão em remuneração variável a seus diretores (podendo superar R$ 2,4 milhões em caso de superação de metas de desempenho) e para distribuir a seus acionistas simplesmente 95% do lucro alcançado, um total de R$ 1,09 bilhão, sob a forma de dividendos ou juros sobre o capital próprio.

O mercado agradeceu, mas a saúde financeira da empresa não necessariamente. As maiores petroleiras privadas (majors) experimentam queda nas reservas e na produção de petróleo por priorizar retorno, desproporcional e de curto prazo, para os acionistas e remunerações absurdamente altas para diretores. Com base neste currículo, não se pode esperar outra coisa deste ex-executivo da ExxonMobil além da manutenção religiosa da política de privatização fatiada e das parcerias estratégicas (para a concorrência), visando a consagrar a Petrobras na invejável posição de produtora e exportadora de óleo cru.

Em tempo, a revista Isto É divulgou que o fundo americano Advent manifestou interesse em realizar uma oferta pela lucrativa rede de lojas de conveniência da Distribuidora, BR Mania. E segue o desmonte.

Versão do impresso Boletim LXXVIII

Comente com o facebook
Compartilhe:


Aumentar a fonte
Alto Contraste