Servidores do estado protestam contra atrasos de salários e privatização da Cedae

Servidores públicos estaduais das áreas de segurança, saúde, educação e universidades públicas, além de trabalhadores da Cedae, protestaram na tarde desta quarta (8), em frente à Alerj (foto), quando cobraram dos deputados um posicionamento sobre os atrasos de salários e a venda da Companhia Estadual de Águas e Esgotos, oferecida como ‘garantia’ de um empréstimo de R$ 3,5 bi da União ao Estado do Rio. Na semana passada (dia 1/11), os trabalhadores já haviam protestado em frente ao Palácio Guanabara (foto), para exigir a imediata revogação da venda da Cedae.

Na última segunda-feira 6, o governo começou a pagar os salários atrasados de agosto e ainda não deu qualquer previsão de quando o calendário será normalizado, incluindo o pagamento do décimo-terceiro de 2016.

Durante o protesto na Alerj, houve confronto entre manifestantes e PMs do choque que cercavam a Alerj. Na tentativa de impedir o acesso dos trabalhadores às galerias da Assembleia Legislativa, os PMs lançaram bombas de efeito moral e agrediram os manifestantes com spray de pimenta. Os trabalhadores, porém, não se intimidaram e fizeram novo protesto pela soltura dos presos, em frente à 6ª DP (Cidade Nova).
,

Comente com o facebook
Compartilhe:
Sem comentários

Poste um comentário

Aumentar a fonte
Alto Contraste