Aposentados comemoram na luta

No dia Nacional dos Aposentados, celebrado nesta quinta-feira (24) foi realizado no início da tarde, em frente à sede da Petrobrás (EDISEN), no Centro do Rio, o ato “Em Defesa dos Direitos na Aposentadoria” promovido por petroleiros aposentados do Sistema Petrobrás.

A manifestação exigiu a urgente cobrança, por parte da Petros, das dívidas da Petrobrás com o PPSP e seu imediato pagamento; colocou-se contra o atual Plano de Equacionamento (PED) exigindo seu imediato cancelamento; contra a nova tentativa da Reforma da Previdência agora promovida pelo governo Bolsonaro; cobrou que o novo governo, exija a quitação das dívidas dos empresários com a Previdência e que devolva os recursos da Previdência desviados por meio da DRU.

No ato, o diretor do Sindipetro- -RJ, Igor Mendes deu informes sobre o andamento do processo no Rio para a suspensão do PED, esclarecendo que não procede a notícia de que a liminar de suspensão havia sido derrubada. Ainda na manhã de 24 de janeiro, o Jurídico do Sindicato divulgou um vídeo feito pelo advogado do Sindipetro-RJ, explicando sobre a situação.

Até o MBL apareceu

Um integrante do MBL que se identificou como Gabriel Monteiro esteve no ato “Em Defesa dos Direitos na Aposentadoria”. Portando uma camisa do Psol que “disse ter pego emprestado” com um amigo, Gabriel entrevistava os manifestantes presentes se dizendo integrante do partido, mas em suas perguntas tentava descaracterizar os desvios da Previdência. Configurando assim uma clara situação de desonestidade intelectual. Posteriormente, após a nossa abordagem ele trocou de camisa. Confira o vídeo em https://bit.ly/2TeNeOy.

Ao final do ato, o diretor Roberto Ribeiro, acompanhado por uma comissão de petroleiros, protocolou no EDISEN uma carta com o pleito dos trabalhadores aposentados, em defesa tanto da Petros quanto da Petrobrás.

Carta ao Castello Branco

Ao final do Ato no Dia Nacional do Aposentado, o diretor do SINDIPETRO-RJ, Roberto Ribeiro, acompanhado por uma comissão – diretores do Sindicato, da FNP e integrantes da Comissão de Base dos Aposentados – protocolou no EDISEN uma Carta ao presidente da Petrobrás.

Posted by Sindipetro-RJ on Thursday, January 24, 2019

 

COBAP em Aparecida (SP)

A Missa em Homenagem aos Aposentados, realizada no último domingo (27), no Santuário Nacional de Aparecida (SP), reuniu mais de 5 mil pessoas. Durante a celebração foi enfatizada a necessidade de solidariedade com as causas sociais.

A celebração religiosa terminou com a leitura da Carta de Aparecida, produzida pelas entidades que integram a Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos (COBAP), expressando os principais anseios da categoria:

“Clamamos por respeito e consideração, rechaçando a persistente acusação de sermos responsáveis por desajustes econômicos, crise e acúmulo de problemas sociais e conjunturais do Brasil”. Presente ao evento, o Sindipetro-RJ distribuiu a Carta Aberta produzida pela entidade e pela FNP.

Plenária

Após a Missa, dirigentes e lideranças do movimento dos aposentados se reuniram no auditório Padre Noé Sotillo, no subsolo da Basílica (foto), para debater as principais demandas e estratégias de lutas para 2019. Entre as pautas estão: intensificar as mobilizações contra a política de reajuste das aposentadorias e benefícios que não acompanha o índice de reajuste do salário mínimo; a aprovação do Projeto de Lei 4434, de autoria do senador Paulo Paim (que reivindica as perdas acumuladas e a atualização da correção dos benefícios); e a luta contra a Reforma da Previdência, que ameaça retirar direitos fundamentais dos trabalhadores e aposentados.

 

Versão do impresso Boletim CVI

Comente com o facebook
Compartilhe:


Aumentar a fonte
Alto Contraste