Megaleilão do Pré-Sal: dentre todos os mais criminoso

“Dormia, a nossa pátria-mãe tão distraída
Sem perceber que era subtraída
Em tenebrosas transações”
Trecho de Vai Passar (Chico Buarque)

Nesta semana, quarta (6) e quinta (7), serão reali­zados dois leilões – excedente da Cessão Onerosa e a 6ª Rodada de Partilha, respectivamente – que englobam áreas que são consideradas as “jóias da co­roa” do Pré-Sal. Segundo a Agência Nacional do Petró­leo (ANP) o Pré-Sal já responde por mais da metade da produção nacional e faz com que a Petrobrás chegue à marca dos três milhões de barris diários.

Educação e Saúde perdem com os leilões

Caso a produção dos excedentes ficasse com a Petro­brás em regime de partilha de produção, iria gerar pelo menos R$ 642,3 bilhões para as áreas de saúde (25%) e educação (75%), sendo R$ 318,2 bilhões a partir dos royalties e R$ 324,1 bilhões a partir do excedente em óleo ofertado à União (a Petrobrás ofertou à União um pouco mais da metade do excedente em cada campo).E assim, mais um ciclo de pobreza brasileira se com­pleta com o entreguismo das nossas riquezas. E para Guedes e seu neoliberalismo só nos resta novamente recorrer a Chico Buarque: “Apesar de você, amanhã há de ser outro dia”.

 

Versão do impresso Boletim CLXI

Comente com o facebook
Compartilhe: