Motoboys e motoristas que trabalham para aplicativos protestam contra preços dos combustíveis no Centro do Rio

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

O Sindipetro-RJ acompanhou o ato e presta solidariedade aos trabalhadores autônomos em sua luta por um preço popular dos combustíveis

Trabalhadores autônomos que atuam como motoboys e motoristas para aplicativos realizaram ato carreata manhã desta terça-feira (09/03) que teve concentração inicial na sede da Prefeitura do Rio na Cidade Nova e que rumou para a Câmara dos Vereadores na Cinelândia, finalizando o percurso com um ato na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ).

Os profissionais pedem a redução pedem a redução do preço da gasolina que já está sendo vendida em postos de gasolina a R$ 6. Os trabalhadores exigem a retirada dos impostos na composição do preço e o fim da PPI (Política Paridade de Importação) que atrela os preços dos combustíveis vendidos pela Petrobrás à variação do mercado internacional.

Ao longo do ano de 2021, os preços médios nas refinarias serão de R$ 2,84 por litro para a gasolina e de R$ 2,86 por litro para o diesel — o que representa uma alta no ano de 54% no preço da gasolina e de 41,6% no diesel.

 

 

Destaques