Novo “chefão” ganhará R$ 1,9 mi em 6 meses

E os nossos salários…

Enquanto retira direitos da categoria, na esteira dos famigerados RVE e do PPP, somente o novo diretor de Transformação Digital e Inovação, Nicolás Simone, custará até R$ 1,9 milhão, no período de outubro de 2019 a março de 2020. A remuneração foi aprovada dia 30/09, pelos acionistas, em Assembleia Geral Extraordinária (AGE).

Nicolás, que é uruguaio (ex Inbev – Grupo Ambev, ex Itaú Unibanco e ex Boticário), é mais um nome de mercado que não entende de nossa área de negócios. Junto dos demais diretores e conselheiros, a remuneração global dos “chefões” foi fixada em R$ 34,21 milhões, no período de abril/2019 – abril/2020.

Versão do impresso Boletim CXLVIII

Comente com o facebook
Compartilhe: