Operação Greenfield da Polícia Federal até hoje não ouviu Paulo Guedes

Explicação de ministro sobre supostas fraudes em fundos de pensão nunca foi investigada

Alvo de uma investigação aberta no ano passado sobre suspeitas de fraudes na captação de recursos de fundos de pensão, Paulo Guedes ainda não foi ouvido pelos procuradores da operação Greenfield. O depoimento chegou a ser marcado após o período eleitoral, mas, depois de ser desmarcado devido a uma gripe de Guedes, até hoje não foi marcado novamente.

Quando era sócio de gestoras de investimentos, Guedes captou recursos da Funcef, fundo de pensão de funcionários da Caixa, e da Petros, da Petrobrás, para aplicar em investimentos no mercado financeiro. O Ministério Público Federal (MPF) suspeita que os recursos foram captados sem respeitar os trâmites legais e que o lucro dos aposentados poderia ter sido maior caso esses trâmites tivessem sido obedecidos.

Guedes argumenta que os investimentos deram retorno positivo e não causaram prejuízos aos pensionistas. Em suma, o discurso de “político honesto” que elegeu Bolsonaro cai por terra mais uma vez. Seja como já demonstraram os escândalos envolvendo filhos, outros familiares do presidente e seus amigos, seja no caso de membros de sua equipe de “governo”, cujos nomes se enredam em denúncias de crimes sempre relegadas ao esquecimento.

Fonte Revista Época

Comente com o facebook
Compartilhe: