Para facilitar a vida dos patrões Bolsonaro busca aniquilar NRs

A redução nas Normas Regulamentadoras do Trabalho pode chegar a 90% e transformar o Brasil em “campeão” de acidentes de trabalho.

Na segunda (13), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que seu governo quer reduzir em 90% as NRS, com a justificativa de “desburocratizar” o setor. Lembrando que as NRS têm força de lei e, por isso, adesão obrigatória; daí o incômodo que trazem aos patrões de Bolsonaro. Entre as normas a serem reavaliadas está a NR-12, que trata da utilização de maquinários. Segundo o ministério da Economia, a nova regulamentação deverá ser entregue no próximo mês, e abrangerá de padarias até siderúrgicas.

Com o argumento de “modernizar as normas de saúde, simplificando, desburocratizando, dando agilidade ao processo de utilização de maquinários, atendimento à população e geração de empregos”, o governo federal dá mais um passo atrás, mostrando que a saúde do trabalhador é o que menos importa. Em uma reunião realizada com representantes da Petrobrás nesta sexta (17), que tratou de SMS, a FNP cobrou um posicionamento oficial da empresa sobre o tema.

Comente com o facebook
Compartilhe: