Petrobrás ignora comunicação com sindicatos e anuncia a data de assinatura do ACT por vias indiretas

Direção da empresa anuncia em reunião de alinhamento de gestores e consultores, sem justificativa para o atraso, o dia de assinatura do acordo: sexta (22)

Usando o expediente das reuniões de “alinhamento”, a direção da Petrobrás através de seu diretor de Assuntos Corporativos, Eberaldo Almeida Neto, informou que fará reunião com a FNP para a assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) na próxima sexta-feira (22). Assim sendo, mais uma vez os “gestores” mostram sua falta de compromisso e respeito com a categoria e os sindicatos que aguardavam essa informação. Quanto aos reflexos do ACT, informou-se também que o pagamento dos retroativos será realizado no dia 10 de dezembro.

Em fóruns internos da intranet da empresa, os empregados cobraram a assinatura do ACT e questionaram a direção da Petrobrás pelo tratamento dado à Federação Nacional dos Petroleiros (FNP). Além disso, quando questionada sobre as negociações da PLR com a FNP, a empresa diz que iniciará o processo somente após a assinatura do ACT. Esta condição criada pela própria direção da empresa, aliada ao injustificável atraso de 2 semanas para assinatura do ACT, prejudica a capacidade de negociação dos trabalhadores e compromete a boa fé negocial da PLR.

Na penúltima sexta-feira (8), a FNP encaminhou ao juiz mediador do TST o resultado de suas assembleias e a disposição para assinar a quinta proposta do TST/Petrobrás. No ofício enviado à direção da empresa, a FNP cobrou que a assinatura do acordo fosse marcada o quanto antes e solicitou que a cópia da minuta do ACT fosse enviada aos seus sindicatos filiados com antecedência de 24h da data para a assinatura. Confira o documento no link: http://bit.ly/2X6K7uX

Finalmente, Petrobrás envia minuta

Ainda no fechamento desta edição, a Petrobrás enviou a carta com a minuta do ACT, solicitando uma reunião para esta sexta a partir de 15h30. Sendo assim, o Sindipetro-RJ informa que já está fazendo uma análise do que foi enviado com o objetivo de identificar se a minuta enviada corresponde integralmente à proposta aprovada nas assembleias. Em caso positivo, o acordo será assinado conforme decisão da categoria.

Versão do impresso Boletim CLXV

Comente com o facebook
Compartilhe: