Reciclagem de óleo de cozinha é opção para proteger o meio ambiente

Por Rosa Maria Corrêa

O Sindipetro-RJ tornou-se parceiro da Associação Círculo Laranja, sociedade civil sem fins lucrativos ou vínculo partidário, no projeto “Ecoponto” para coletar óleo usado.

No Brasil, poucos sabem que o óleo de cozinha não deve ser descartado no ralo da pia, no vaso sanitário e nem como lixo orgânico. São ações que contaminam o solo e os mananciais aquáticos.

O que fazer?

Coloque o óleo usado frio em garrafas PET e destine-as à reciclagem. Esse óleo, depois de limpo e desumidificado, pode servir para produzir, por exemplo, sabão, massa de vidraceiro, ração animal, resinas para tintas, adesivos e biodiesel.

Para engrossar suas atividades culturais, educativas, econômicas e políticas permeadas pela defesa do meio ambiente, a Círculo Laranja criou o “Ecoponto” em 2017. O Sindicato a partir deste ano vai destinar recursos para aumentar o número de coletores em escolas, condomínios e restaurantes.

Coleta e conscientização

Junto com a Círculo Laranja, em cada instalação de novo coletor – adesivado com as logomarcas, o Sindipetro-RJ vai poder participar de palestra para levar informações à comunidade local sobre, por exemplo, a defesa da Petrobrás 100% estatal a serviço do povo brasileiro, a campanha contra as privatizações de estatais, os preços abusivos dos combustíveis e gás de cozinha. Os interessados podem se inscrever, mas devem estar a até três quilômetros da sede (Cachambi) ou filial (Cascadura) da Círculo Laranja. Formulário: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe-yqYGvksBaLfvNDKqTBGGVonDtDgQcuRChL8FIwMOTtplxg/viewform?vc=0&c=0&w=1

Lixo é recurso

A Associação Círculo Laranja foi criada em 2015 como resultado da greve dos garis de 2014 e tem como missão combater injustiças sociais através da construção de sustentabilidade mudando o imaginário coletivo da palavra “gari” para “agente de saúde ambiental” e da palavra “lixo” para “recurso”.

“A cada 286 litros de óleo de cozinha coletado, podemos alfabetizar um trabalhador. A educação popular é nossa resposta para a contribuição de uma sociedade igualitária e fundamentada em justiça social”, diz a propaganda do “Ecoponto”.

Compartilhe!

Comente com o facebook
Compartilhe: