Não à legalização do assalto aos cofres públicos

O Projeto de Lei (PL) do senador petista do Sergipe, Rogério Carvalho, nº 3.877/2020 dispõe sobre o acolhimento pelo Banco Central do Brasil de depósitos voluntários à vista ou a prazo das instituições financeiras. O Senado aprovou o PL no início deste mês, que agora seguirá para a Câmara dos Deputados.

Trocando em miúdos

Pela proposta, o Banco Central será autorizado de forma ilimitada a remunerar depósitos voluntários de instituições financeiras. Entenda:

O que este PL quer fazer é tornar legal que o Banco Central gaste sem limites centenas de bilhões de reais com uma remuneração diária aos bancos. Segundo a coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida (ACD), Maria Lucia Fattorelli, esse assalto já vem sendo feito, mas de forma ilegal.

Sobra de caixa dos bancos

“É uma operação danosa, porque o dinheiro que deveria estar nos bancos para estar sendo emprestado para a população a juros baixos, gerando emprego e renda, ficará no Banco Central rendendo juros somente para os banqueiros”, explica Fattorelli. E no final, quem pagará essa conta será o povo.

Para ajudar a barrar o Projeto de Lei, a ACD lançou novela em seis capítulos que aborda de forma didática o abuso na utilização das operações compromissadas, o impacto da remuneração da sobra de caixa dos bancos e a ausência de base jurídica e econômica para a instituição da obrigação onerosa ao Banco Central. Conheça e compartilhe: https://auditoriacidada.org.br/conteudo/novela-assalto-aos-cofres-publicos-5-capitulos/

O Sindipetro-RJ está na luta contra a PL 3.877/2020 e contra o sistema financeiro que deixa os ricos cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres, desempregados, sem crédito, sem saúde, sem educação, vulneráveis à COVID-19 e sem futuro.

Leia também:

Autonomia do Banco Central só irá beneficiar o capital financeiro

http://sindipetro.org.br/autonomia-do-banco-central-so-ira-beneficiar-o-capital-financeiro/

Comente com o facebook
Compartilhe: