Site da AMS engole “mosca” e mantém informação desatualizada sobre COVID-19

Há quase dois meses o Ministério da Saúde anunciou a nova recomendação, mas o site da AMS não foi atualizado.

No dia 9 julho, o Ministério da Saúde fez o anúncio de mudança da estratégia de combate à COVID-19: ao invés do paciente com suspeita aguardar em casa a manifestação mais presente dos sintomas, a orientação agora é para que a pessoa procure atendimento médico tão logo os sinais da síndrome sejam percebidos.

Mas o site da AMS parece que parou no tempo e ainda informa que “apenas os casos graves, caracterizados por falta de ar e dificuldade para respirar, devem procurar as emergências. Quem apresentar sintomas leves, deve permanecer em casa, em repouso e isolamento”. Confira o link da AMS

Acorda AMS!

Recomendação do Ministério

Comente com o facebook
Compartilhe: